Sarau e mutirão no Beco da Esperança

11218456_619487448189994_5986823067358813541_n

Um lindo mutirão marcou o sábado, 05/12, no Beco da Esperança, próximo ao Coletivo da Cidade, Estrutural. No segundo Mutirão teve teatro, Rap com Fernando Borges, atividades de sensibilização com o Rodas da Paz e Oficina de Horta Vertical com o GT Agricultura Urbana Brasília. Estiveram presentes parceiros do SLU e a Administração da Estrutural.

As crianças e adolescentes do projeto OCA participaram do mutirão, com a produção da horta, dos cartazes, dos desenhos, e com a oficina de plantio.

O evento foi lindo, mas não é o fim das ações no beco, pois como estamos discutindo o direito à cidade com nossxs educandxs, nada melhor que o beco para mostrar que podemos sim mudar nossa cidade, para que ela fique melhor para todxs, para que fique mais acessível e sustentável.

Por essa e por mais ações no beco, e na nossa cidade, continuaremos incidindo.

12347628_985565148156559_2903715780735007771_n12345518_985139401532467_1400184226248608380_n12289739_985565174823223_6760327862493685162_n12311220_618626608276078_2961175418268247301_n12291881_618872881584784_2529956585042564274_o12342580_985564968156577_4328901457110242939_n12313695_618625964942809_7675270432290809974_n12291259_985429514836789_2275575554370587169_o12308218_985430344836706_6280071425717782814_o

Plantando sonhos…

IMG-20151202-WA0003O sonho de transformar o beco da esperança está se realizando, cada vez mais as crianças e adolescentes do projeto OCA se sentem pertencentes e responsáveis por esse espaço, xs educadorxs do Coletivo da Cidade estão discutindo com os educandos a questão do direito à cidade, do pertencimento, da responsabilidade de cada um, as crianças estão internalizando que a cidade vai muito além de espaços físicos, mas também das interações sociais, e percebendo assim que a cidade não é minha ou sua, a cidade é nossa!

IMG-20151202-WA0002

E sendo nossa, é da responsabilidade de todxs cuidar dessa cidade, preservar, e lutar por direitos iguais a todxs, pois nossas sementinhas de esperança podem virar um jardim de celebrações com a ajuda de todxs.

IMG-20151202-WA0005

E com essa idéia em mente, as crianças, adolescentes, educadorxs e voluntários da comunidade, vão plantar mais sementinhas no nosso beco que recebe o nome mais que apropriado de “Beco da Esperança”. Vai ser dia 05 de Dezembro de 2015, num sábado e vai ter atividades de plantio para que enfim nossa horta comunitária fique pronta e bem bonita, com a ajuda de todxs.

IMG-20151202-WA0001

A intervenção no Beco da Esperança tá bombando!

12265835_615429905262415_3410053562156427994_oO Beco da Esperança, inaugurado durante a Virada do Cerrado, em setembro 2015, já foi um depósito de entulho e lixo, ponto de tráfego e usuários de drogas. A rua, invadida por muros, violência e lixo, ficou apertada para comportar seus verdadeiros donos: as crianças e adultos do Centro de Ensino Infantil (CEI) e do Coletivo da Cidade, que ali passavam todo dia, à pé ou de bike…

Foi então que os jovens do Coletivo da Cidade/ OCA apareceram nos “Diálogos Inspiradores” de maio, na UnB, em busca de parceiros para trazer vida a um sonho: fazer daquele beco uma horta. O GT de Agricultura Urbana do Movimento Nossa Brasília ouviu o chamado e se mobilizou. O SLU, que tinha um sonho parecido, apoiou. A ONG Rodas da Paz se animou. E a Virada na Estrutural foi uma grande festa, com plantio e vaga viva.

Uma semana depois, não se via mais um verde por lá. As mudas sumiram, o lixo foi voltando a se acumular… O SLU limpou novamente e articulou a pavimentação do beco. Agora ele está limpo, mas ainda não é a horta tão querida… Para terminar, precisaremos ser persistentes e precisaremos de mais gente envolvida. Espalhe esse chamado:

Dia 05 de dezembro, com a chuva para ajudar, a Horta Vertical do Beco da Esperança, na Estrutural, vai verdejar! Que tal vir somar sua força e seu sorriso a esse mutirão? Traga sua pázinha, traga uma mudinha e um vasinho feito de algo reciclado. Pois tem espaço para muito manjericão, alecrim, hortelã e até flor… Que mais dá para plantar nesse beco?!

Precisamos de mudas, terra, latas, pets. Precisamos também de alegria e esperança! Esses são os principais alimentos da transformação do nosso beco. Chega junto!

Evento no Facebook- https://www.facebook.com/events/942280142505956/

O que o projeto OCA tem feito de legal esse mês??

Muita coisa!

Saídas pela cidade estrutural para coletar imagens através de fotos e vídeos de vários pontos para a gravação de um videoclipe.  O objetivo era retratar a letra da musica “problemas sociais” do cantor Fernando Borges um rapper da comunidade, com imagens e fotografias da cidade estrutural. Lugares como Santa Luzia, pracinha, feirinha, Vila Olímpica, e Coletivo da Cidade.

Os educandos do projeto entenderam o propósito e participaram dando sugestões de lugares a ser visitados, além de criarem o roteiro a coreografia e dirigirem o videoclipe. Alguns acharam importante mostrar a cidade, um pouco da nossa cultura, respeitar o nosso grito de viver.

 

“Somos gente humilde, temos muito respeito e merecemos ser respeitados. (Erika, criança participante do projeto)”.

 

A ideia era construir uma devolutiva do projeto OCA para a União europeia, e o videoclipe seria perfeito! Nosso objetivo era finalizar o videoclipe em uma semana. Nós conseguimos finalizar dentro do prazo e o videoclipe ficou pronto.

O desafio foi trabalhar com tão pouco tempo; mas foi bom saber do envolvimento das pessoas. As crianças ficaram empolgadas de fazer essas atividades. As crianças disseram que foi muito importante fazer essa experiência. Uma delas especificamente disse que não gostou de ver as pessoas no lixão catando coisas, e assim refletiram cada vez mais na letra da música, que denuncia esses problemas sociais.

 

12187683_505967532903999_360862311515366402_n

 

Outra coisa muito legal que o projeto desenvolveu esse mês foi fazer atividades relacionadas à consciência negra e também a participação do Coletivo da Cidade na Marcha das Mulheres Negras 2015.

Que se iniciou com a preparação das crianças para a marcha com oficinas de produção de cartazes com mensagens e imagens contra o racismo, a violência e pelo bem viver, sensibilização com as crianças pós-marcha que tinha como objetivo conscientizar as crianças da importância da mulher negra para a sociedade, garantindo os seus direitos e a sua representatividade em lugares de destaque na sociedade. Uma aluna falou:

 

”Tenho que ter orgulho do meu cabelo, sempre gostei do meu cabelo, não vou chorar por causa dele. “(Nagyla, criança participante do projeto)”.

 

O desafio foi fazer com que os meninos e meninas se percebessem enquanto crianças negras. As surpresas positivas foi descobrir que algumas delas são bem empoderadas nesse sentido. 12191831_505967649570654_3366075948531899154_n

 

 “Racismo é ignorância (Joseiton, criança participante do projeto)”.

 

11034041_505967482904004_5225368537873307851_n

“Sei que sou negra porque já sofri racismo (Erika, criança participante do projeto)”.

10534719_505967582903994_7191752205358384134_n

“O que significa ter consciência? (Alex, criança participante do projeto)”.

12227832_453955454787999_1934011486164486386_n

*Os desenhos que ilustram a postagem foram produzidos pelas mulheres no café da manhã das mulheres negras.

 

 

Instituto C&A realiza formação sobre gênero e sexualidade

12241495_509643569203062_5297459047418863610_n

No dia 21 de Novembro de 2015, aconteceu uma formação sobre Gênero e sexualidade para xs educadorxs do Coletivo da Cidade, O instituto C&A fez a maravilhosa organização dessa roda de conversa, com discussões, trocas de experiências e muito aprendizado.

Xs educadorxs do projeto OCA estão sempre se atualizando, para melhor receber as crianças e adolescentes, pois o conhecimento precisa se movimentar, e as interações são essenciais para esse processo chamado viver.

Nossa Consciência é negra e periférica todos os dias!

Nossa cidade é constituída por mais de 90% de negros e negras, sendo assim todos os dias enfrentamos o racismo, a discriminação, a violência…  E incidimos, resistimos, lutamos diariamente por uma vida digna, um bem viver por assim dizer.

Nossa vida é marcada pela resistência, Cidade Estrutural, filha da luta…

Resiliência, andar com nossos blacks ao vento, coroadas com nossos turbantes,escutar nosso rap e hip hop, vestidos e vestidas com nossas estampas, mas de que serve essa resiliência se meus irmãos morrem todos os dias pela mão desse estado ausente? De que serve resiliência se vemos nossos filhos e maridos sendo mortos ou presos todos os dias? De que serve resiliência se minhas irmãs pretas sofrem com o machismo, racismo, violência e solidão todos os dias? Eu digo pra que serve! Serve para mostrar que estamos e sempre estivemos aqui! Incidir é resistir, e resistir é viver!

Contrariar as estatísticas, resistir na luta! Unam-se povo preto! Unam-se, pois povo preto unido é povo preto forte! Unam-se! Lutem! Gritem! Marchem! Resistam… E que fique bem escuro, nossa consciência é negra e periférica todos os dias e disso nós nunca esqueceremos!

12190840_754273511344848_2489915136126512262_n.jpg

Avaliação e Planejamento Anual do Projeto OCA

Dia 13 de Novembro de 2015, aconteceu em Pirenópolis-GO , a avaliação anual do projeto OCA, e também um planejamento  para o próximo ano. Contou com a participação da equipe pedagógica, administrativa e parceiros.

DSC00346

Entre as atividades propostas, uma das mais importantes foi a construção de uma linha do tempo, com todos os acontecimentos importantes do projeto, assim todxs conseguiriam ter dimensão do que já realizamos e do que ainda precisamos realizar.

DSC00188

DSC00073

Avaliar os processos em projetos desse tipo, é de extrema importância pois assim podemos afinar ações, construir metas e contemplar todas as demandas que existem nos editais do projeto.

DSC00300

Tirando a parte “burocrática”, o fim de semana foi de muita diversão também, o local era lindo e a companhia foi maravilhosa, como sempre dizemos equipe alinhada é equipe feliz!